Associação Criança na Arte Sarajane

sábado, março 26, 2005

Clipping - Acasa promove encontro cultural no Costa Azul Domingo no Parque

28/01/02

Na tarde ensolarada deste domingo, tribos de todos os tipos e todas as idades se encontraram no Parque Costa Azul. De capoeira angola a brincadeiras infantis, de skate e rappel a feira de artesanato, de shows de rock, reggae e MPB à arrecadação de alimentos para instituições filantrópicas. São diversas as atrações do projeto Minha Acasa é a Bahia, realizado pela Associação Criança com Arte Sarajane (Acasa) duas vezes por mês, com apoio da Secretaria de Planejamento, Ciência e Tecnologia (Seplantec), Conder e Bahiatursa.

Por volta das 17h, o mestre Curió apresentava com os seus discípulos e mestre Jararaca o jogo da capoeira angola, numa roda realizada ao lado das barracas da feirinha de artesanato. Enquanto isso, no teatro de arena, animadores vestidos de palhaços comandavam brincadeiras como a antiga "estátua", com meninos que dançavam em cima da pista de skate montada em frente ao palco. Por cima deles, estava uma corda, pela qual desceria também a turma do rappel. "A gente reuniu aqui atividades para todas as tribos, para todas as idades. E traz coisas como rappel e skate, rock e reggae, para atrair a turma jovem e aproveitar para falar sobre drogas, sobre sexualidade, sobre trabalhos comunitários e assistenciais", disse Sarajane, presidente da Acasa.

Neste domingo, houve apresentações de teatro infantil com Isabel Marinho, do MPB de Jacy, o reggae de Rick Husband e Nengo Vieira, e por fim o rock das bandas Lolly Pop Marlon Melo, Banda Átomos, Revertime e Ulo Selvagem. Estes shows, aliás, são a grande atração para a moçada jovem moradora do Costa Azul e bairros próximos, como Boca do Rio, que se reúnem para curtir o som, conversar e paquerar.

Mas o projeto Minha Acasa é a Bahia tem também seu lado social. A cada edição, duas instituições filantrópicas que não recebem ajuda governamental nem têm visibilidade na mídia montam estandes na feira, divulgando seu trabalho e recebendo doações. Toda a programação cultural é gratuita, inclusive os shows, mas a idéia é que a população participe do evento doando 2kg de alimentos não-perecíveis, roupas ou outros donativos.

Neste sábado, o Conselho de Moradores do Alto de São João Pompilho (próximo à Cidade Nova), que possui 11 anos de existência, tinha na feira uma de suas esperanças de sobrevida. "Atuamos dentro da nossa comunidade, principalmente na área de educação, ajudando às crianças, e junto aos idosos. Mas, sem a ajuda de nenhuma entidade governamental ou privada, íamos fechar nossas portas. Por isso, fomos até a Acasa, pedir ajuda a Sarajane e hoje estamos aqui. Esperamos que este projeto ajude a divulgar nosso trabalho e consiga atrair parceiros ou pessoas interessadas em nos apoiar", anseia Miguel Angelo Machado, 36 anos, presidente da instituição.

Fonte: Correio da Bahia

1 Comments:

  • Dando continuidade ao nosso projeto interdisciplinar, achamos interessante a inserção de matérias já publicadas na mídia, sobre a instituição que estamos trabalhando - Associação Criança na Arte Sarajane (Acasa). Isto compõe o nosso "Clipping" eletrônico, e irá facilitar o nosso trabalho de documentar a história da ONG.

    By Blogger Associação Criança na Arte Sarajane - Acasa, at 5:09 PM  

Postar um comentário

<< Home